em

Incêndio em ônibus deixa 20 mortos em Lima

Pane elétrica pode ter sido a responsável pelo início do fogo no veículo de dois andares no norte da capital peruana

Pelo menos 20 pessoas morreram e outras sete ficaram feridas, neste domingo, 31, quando um ônibus pegou fogo, de forma repentina, em Lima, capital do Peru, de acordo com informações passadas para a Agência EFE por fontes da Polícia Nacional peruana (PNP).

O incêndio aconteceu por volta das 19h30 (horário local, 21h30 de Brasília) em um coletivo da empresa Sajy Bus que estava na estação rodoviária e se preparava para cobrir a rota entre Lima e Chiclayo. “O incêndio provocou a morte de 20 pessoas”, confirmou Lewis Mejía, oficial do Corpo de Bombeiros, no terminal terminal Fiori, no distrito de San Martín de Porres.

Quando estava próximo de deixar o local, o ônibus começou a pegar fogo na parte traseira, onde está o motor, e rapidamente as chamas tomaram todo o veículo, segundo a versão dada por algumas testemunhas a veículos de imprensa locais. O fogo teria sido provocado por uma falha elétrica no veículo.

A maioria das vítimas morreu no primeiro andar do ônibus ao tentar escapar do incêndio, mas apenas alguns passageiros conseguiram fugir pelas janelas laterais. O segundo andar do veículo ficou completamente destruído.

O fogo já foi controlado pelos bombeiros, que transferiram oito unidades até a terminal de ônibus de Fiori, uma estação rodoviária informal que funciona em frente ao Terminal Norte, no distrito de San Martín de Porres.

Os feridos foram transferidos para a clínica Cayetano Heredia, que fica perto o local da tragédia.

“Os corpos estão carbonizados. Esperemos que as investigações possam determinar a causa deste lamentável incêndio”, comentou Mario Casaretto, chefe do Corpo de Bombeiros.

As autoridades ainda não conseguiram encontrar o motorista do ônibus, cuja porta da cabine está aberta.

Publicado porDa Redação

Estudantes podem pedir isenção no Enem a partir de hoje

Missionário que ungia sua ‘parte íntima’ para abusar de mulheres é preso