em

Missionário que ungia sua ‘parte íntima’ para abusar de mulheres é preso

Na última sexta-feira (29), a polícia Civil de Mato Grosso prendeu em flagrante um missionário.  Ele foi denunciado por cinco mulheres do município de Miranda, a 275 km de Campo Grande.

O delegado Pedro Henrique Pillar Cunha, que está à frente do caso, disse que a primeira denúncia foi realizada por uma mulher de 29 anos, que procurou a delegacia e registrou o boletim de ocorrência onde relatou o abuso feito pelo religioso.

Ainda segundo o chefe da Polícia Civil, depois da primeira denúncia, outras foram surgindo. O delegado diz que o homem não usava preservativos e para convencer as vítimas usava óleo ungido nas suas partes íntimas na hora do abuso. As investigações mostram que com uma das vítimas, ele chegou a consumar o ato três vezes.

Ao total foram cinco mulheres: a primeira denunciante de 29 anos, uma senhora de 62 anos, uma jovem de 27, e duas menores de 16 e 11 anos de idade. Segundo consta em registros documentados na delegacia, ele agia da mesma forma com todas. Se hospedava na casa e dizia que estava lá para retirar maldições.

Para isso, convencia as mulheres a manter relações, dizendo que elas seriam tocadas por um anjo e que assim seriam livres de todas as coisas ruins que ficaram de relacionamentos anteriores e que só assim conseguiriam viver livres.

O caso continua sendo investigado da Polícia Civil. O homem não teve seu nome divulgado, mas tem 74 anos e aguarda julgamento. O delegado disse em entrevista que não descarta novas vítimas e que está a disposição para novos depoimentos, caso haja mais informações sobre o acusado.

Publicado porDa Redação

Incêndio em ônibus deixa 20 mortos em Lima

Após misterioso ‘sinal’, passageiros deixam avião que ia pra Brasília com medo de tragédia