fbpx

Bregense diz que auditoria em banco vai expor ou não fraudes

Na manhã desta terça-feira (24) o deputado Pablo Bregense (PSD), utilizou seu tempo na tribuna para discutir um tema que abrange servidores de carreira no setor bancário. Em seu discurso, o parlamentar se referiu ao pronunciamento feito pelo deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), sobre supostas fraudes bancárias envolvendo o desconto na folha de pagamentos consignados dos servidores públicos.

Magalhães afirma haver uma organização criminosa atuando em várias secretarias de Estado, em parceria com a empresa Fênix Soft, que é a responsável pela operação da folha de pagamentos consignados dos servidores públicos. Dentro da denúncia, também estariam envolvidos os bancos e instituições financeiras.

Sobre essa acusação, Pablo Bregense, que é servidor bancário de carreira, disse: “Precisamos esclarecer que, se fala de uma fraude muito comum nas redes bancárias e, infelizmente, em grande parte são feitas por estagiários. Então façamos um requerimento solicitando auditoria interna nos possíveis bancos envolvidos. La, irão puxar a fonte e saberemos quem cometeu irregularidades”.

O parlamentar prosseguiu seu discurso afirmando que no serviço bancário existe a segregação de funções e são várias as pessoas responsáveis por cada área. “Ninguém assina sozinho um financiamento e muito menos o sistema libera dinheiro sem a ação humana. Então, não parem essa investigação. Mas vamos pelo caminho certo, solicitando auditoria interna e punindo somente aqueles que de fato tenham cometido irregularidades”, sugeriu.

Neste artigo

plugins premium WordPress