fbpx

O governo do Acre realizou, na manhã desta segunda-feira, 2, na sede da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), em Rio Branco, a abertura oficial da programação do Outubro Rosa, mês de conscientização sobre o câncer de mama. A cerimônia reuniu servidores, gestores e demais representantes dos poderes Executivo e Legislativo Estadual.

Criada no início de 1990, a data, que é celebrada anualmente, tem o objetivo de compartilhar informações, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento da doença, e contribuir para a redução da mortalidade.

“Entramos no Outubro Rosa, onde abordamos a prevenção, e nós, como profissionais da Saúde, temos que dar o exemplo. Por isso, incentivamos que nossas mulheres pratiquem o autoexame e observem se há alguma assimetria, cicatrizes ou nódulos. Lembrando que, câncer de mama também pode acometer homens. Estar atento não custa nada”, ressaltou o secretário de Saúde, Pedro Pascoal.

De acordo com a coordenadora da Rede de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas da Sesacre, Liliane Maia, a intensão é ampliar o alcance da campanha, para que mais pessoas possam ter o diagnóstico precoce e diminuir as chances de letalidade.

“Vamos estender as ações de divulgação da prevenção e tentar que outras secretarias também façam a adesão à campanha. Temos muitos parceiros e estamos disponibilizando agendamentos de exames. A mamografia é essencial para a detecção precoce, e isso é ponto chave para prevenirmos o câncer de mama”, disse.

Representando o governador Gladson Cameli, o secretário de Estado de Governo, Alysson Bestene, destacou a importante contribuição dos servidores. “Cumprimento a todos os servidores, pois exercem um trabalho fundamental, principalmente, para os usuários do Sistema Único de Saúde [SUS] e que dependem dos serviços. Isso que está acontecendo hoje é um exemplo dessa dedicação”, salientou.

“Nós temos uma lei que foi aprovada. Agradeço ao governador, pela lei que cria a mamografia móvel, para a cada ano acompanharmos a realidade e buscarmos identificar de forma precoce os casos de câncer de mama”, reforçou o deputado estadual Adailton Cruz.

Pratique o autoexame
Diagnosticada com câncer de mama aos 37 anos, a servidora pública que atua no setor da Junta Médica da Sesacre, Adelcleide Costa, revelou que o autoexame salvou a sua vida e enfatizou, ainda, a importância de manter a fé e o equilíbrio para vencer a doença.

“Um dia estava sentada no sofá assistindo um filme e comecei a apalpar os seios. Foi quando notei um caroço. Na semana seguinte consultei a ginecologista que logo pediu a mamografia. Quando o resultado saiu confirmei que estava com câncer. O processo foi doloroso, mas hoje estou bem e curada e a minha fé em Deus foi essencial para isso. Aconselho que toda mulher se toque, se auto examine, pois isso pode salvar a sua vida”, frisou.

Neste artigo

plugins premium WordPress