em

  Inflação de 2019 em Rio Branco é de 3,74% e só não foi maior por redução da conta de luz e menor alta da carne     

Houve redução tarifária da energia elétrica em Porto Alegre (-7,56%), a redução foi de 6,00% em uma das concessionárias pesquisadas, a partir de 22 de novembro; já em Rio Branco (-3,81%), as tarifas foram reduzidas em 4,67%, a partir de 13 de dezembro. 

 

 

Calcula pelo IPCA, a inflação em Rio Branco aumentou 0,61% em dezembro de 2019 em comparação ao mês anterior,  o  menor resultado regional  em função da queda da tarifa da energia elétrica e de uma alta menor nas carnes, de 7,59%, na comparação com as demais áreas de abrangência da pesquisa divulgada nesta sexta-feira (10) pelo IBGE.  

Com isso, o ano de 2019 encerrou com inflação de 3,74%.  

Houve redução tarifária da energia elétrica em Porto Alegre (-7,56%), a redução foi de 6,00% em uma das concessionárias pesquisadas, a partir de 22 de novembro; já em Rio Branco (-3,81%), as tarifas foram reduzidas em 4,67%, a partir de 13 de dezembro. 

Já o maior resultado foi registrado na região metropolitana de Belém, de 1,90%, influenciado, em grande medida, pela alta nos preços das carnes (14,45%). 

A queda em Habitação (-0,82%) deve-se ao item energia elétrica (-4,24%), com recuo decorrente da mudança de bandeira tarifária. Em novembro, vigorava a bandeira vermelha patamar 1, com acréscimo de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts-hora consumido

Publicado porEdmilson Ferreira

  Congresso em Foco: assinada por Petecão, portaria cria novos feriados para o Senado em 2020     

Governo Federal normatiza nova política para concessão de retransmissão de rádio nos Estados da Amazônia