fbpx

Visando o trabalho de fortalecimento da política transversal de gênero, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), participou, no auditório da AMAC, de uma reunião com a secretária Márdhia El-Shawwa, da Secretaria Adjunta da Mulher (SEAMD). O encontro ocorreu na manhã de quinta-feira, (19).

Entre os participantes da reunião, esteve a sociedade civil, os prefeitos, vice-prefeitos e/ou representantes dos 22 municípios do estado. O encontro é para alinhamento e troca de ideias nas tratativas de políticas públicas para mulheres, buscando trabalhar em cada município a conscientização, orientação e combate à violência doméstica.

No município de Rio Branco, atualmente as políticas são executadas pela SASDH, na diretoria de Direitos Humanos por meio do Departamento de Políticas para Mulheres. Entre as ações estão:

Campanhas de conscientização, pit stop, palestras em escolas e centros assistenciais; atendimento jurídico, psicológico e assistencial na Casa Rosa Mulher, além de também, fornecer em parceria com o Senac cursos profissionalizantes, proporcionando às mulheres oportunidade de emprego e/ou empreendedorismo, gerando o empoderamento e independência financeira.

“Essa chegada da secretaria vai facilitar e ampliar o trabalho dessa política pública, que merece extrema atenção dos poderes públicos. Trabalhamos durante os últimos 2 anos diversas formas de atingir o maior número possível de pessoas e agora com o governo estadual iremos ampliar mais ainda essa conscientização”, explica Rila Freze, diretora Direitos Humanos do município.

O feminicídio é o assassinato de uma mulher. Quando o autor comete o ato, em razão de violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminando à condição de mulher. De acordo com a Lei 13.104/2015, gera a pena de 12 a 30 anos de reclusão.

Neste artigo

plugins premium WordPress