em

Grupo armazenava dinamite para explodir bancos na fronteira do Acre

Em continuidade as investigações que resultaram na prisão de nove pessoas envolvidas no assalto a uma joalheira na cidade boliviana de Cobija, na manhã de quarta-feira, 4, policiais civis apreenderam cerca de 10kg de dinamite que estava escondido na casa de um dos assaltantes, na fronteira com Brasileia.
A apreensão aconteceu nesta manhã de quinta-feira, 5. De acordo com a Polícia Civil de Brasileia, um dos assaltantes que foi preso na ação de quarta-feira confessou que tinha um carregamento de explosivo escondido em sua casa, debaixo de uma escada.
Em diligencia à residência do acusado, os policiais civis com apoio da Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC), da Bolívia encontraram os artefatos explosivos enterrados em sacos de fibras e caixas de papelão.


As investigações apontam que os explosivos seriam usados explosões à caixas eletrônicos nas cidades brasileiras de Epitaciolândia e Brasileia e também em roubos na Bolívia.
De acordo com o delegado Sérgio Lopes, coordenado da Polícia Civil no Alto Acre, já havia informações de que o bando que integra uma organização criminosa que age no Acre e que estava em poder dos explosivos para deflagrar uma série de ações criminosas.
“Estamos com intenso trabalho de investigação e com ações planejadas de combate à criminalidade. Já havíamos recebido informações de que havia um grupo de posse de explosivos para realizarem ações criminosas, principalmente contra instituições financeiras. Estamos alerta contra a ações dessas quadrilhas e prontos para agir”, ressaltou Sérgio Lopes.

Publicado porEdmilson Ferreira

Força Tarefa liderada pela PF faz devassa contra fraude em serviço de coleta de lixo hospitalar no Acre

Sob Bolsonaro, ex-seringueiros aceleram desmatamento e a troca de extrativismo por gado, diz FSP