em

Assista o vídeo do momento exato da fuga em massa no presídio do Acre

Ministério Público e Iapen investigam se houve facilitação de agentes públicos para a fuga. Dos 26 presos que fugiram do Presídio Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, 9 foram recapturados.

 

Por Jornal do Acre 1ª Edição — Rio Branco 30/01/2020

Um vídeo das câmeras de segurança do Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco,mostra o momento exato da fuga em massa dos 26 presos que conseguiram escapar da unidade no último dia 20. O vídeo foi obtido com exclusividade pelo Jornal do Acre 1ª edição e divulgado nesta quinta-feira (30).

Nas imagens, é possível ver que o sistema de monitoramento flagra com clareza a movimentação dos presos durante a fuga. Inicialmente, um preso consegue subir no muro, se abaixa um pouco e ajuda o segundo preso. Em seguida, as imagens mostram a correria dos outros 24 detentos no pátio até a estrutura que escalaram para conseguir fugir. As imagens foram aceleradas, mas, estima-se que toda a fuga tenha durado uns 10 minutos.

Após fuga de 26 presos, PRF e Exército reforçam barreiras policiais em Rio BrancoSentenças de detentos que fugiram de presídio no Acre somam mais de mil anos

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) confirmou que os presos saíram do pavilhão L, pularam um primeiro muro e depois, escalaram e pularam um segundo muro. Em nenhum momento nas imagens é possível ver policiais penais ou militares na patrulha da chamada muralha.

Fuga

Vinte e seis presos fugiram do Complexo Penitenciário de Rio Branco, no último dia 20. Destes, nove foram recapturados e os outros 17 seguem foragidos.

Para escapar do presídio, no último dia 20, os detentos fizeram um buraco na parede da cela e improvisaram cordas com lençóis. Os presos são da facção criminosa denominada Bonde dos 13, aliada ao Primeiro Comando da Capital (PCC), que atua em vários estados brasileiros.

Em coletiva, o secretário de Segurança Pública em exercício, Ricardo dos Santos, não descartou uma possível ligação entre a fuga em massa no FOC e o caso dos 76 detentos que fugiram de um presídio no Paraguai, no último dia 19.

O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um procedimento administrativo para investigar as fugas no FOC. O promotor Tales Tranin acompanha as investigações das polícias Civil, Militar e do Iapen-AC para saber se houve facilitação de algum servidor público nas fugas.

Atualização de nomes

No último dia 25, o Iapen-AC divulgou uma nota atualizando a lista de foragidos. Leia a nota:

No dia da fuga, uma lista foi divulgada por meio de aplicativo de rede social, onde constava o nome dos detentos foragidos, bem como o primeiro preso encontrado, tendo em vista que este foi recapturado ainda durante o momento da fuga.

Ocorre que na lista constava o nome do reeducando Anderson de Souza Alves, que havia sido transferido do pavilhão L para o pavilhão A e que, por isso, não foi encontrado no momento da contagem. Verificada a situação, a lista foi atualizada pela equipe de segurança e o nome do reeducando Ezimar Menezes Teixeira foi inserido à lista no lugar de Anderson de Souza Alves, que permanece preso dentro do FOC.

Publicado porEdmilson Ferreira

PM detona mais um esquema de venda de droga da periferia de Rio Branco

Acreana é presa com 10 kg de cocaína no Aeroporto do Recife