em

Gladson diz que tem R$ 1 bi para infraestura, garantiu Azul voando em março e mais uma refeição na merenda escolar do Acre   

 

Durante live em rede social, o governador Gladson Cameli anunciou neste domingo (12) que o Governo do Acre tem em caixa cerca de  R$1 bilhao para obras e serviços de infraesturutra em 2020.  “O segundo  passo agora  é fazer rodar os projetos, cumprir os prazos e nossas eodovias estaduais”, disse ele, completando que a construção civil será contemplada com milhares de casas a serem construídas. “Só  de habitação tenho 1.000 unidades garantidas”, disse, sem dar detalhes.  

Ele voltou a falar numa regionalziação do sistema de saúde. “Uma das metas é não depender da Sesacre em Rio Branco”, disse, reconhecendo que em todo o Estado a Saúde tem sérios problemas.  

Ele responde às perguntas dos internautas. Grande parte quis saber sobre os concursados e novos concursos. Afirmou que convoca os professores antes do início do ano letivo e os policiais serão chamados assim que tiver melhores informações sobre a situação fiscal do Estado. “O governador não está acima das leis. Eu prometi mesmo que ia chamar os novos professores em dezembro, 373 se não me falha a memória, e os da polícia Civil. Tenho que seguir um rito, da Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirmou o governador.  

Ele aproveitou para contestar as críticas em relação ao fardamento escolar gratuito. Além de manter essa decisão,  ele disse que irá aumentar o número de refeições servidas nas escolas. “Uma merenda a mais para nossas crianças”.  

Ele garantiu também que em março a Azul Linhas Aéreas volta a operar no Acre em março. “Mas a GOL e a Latam não vão sair não”, assegurou.   

 

Veja o que diz o governador acerca de vários temas:  

Fardamento escolar “Qual é o mal que estou fazendo pelo fardamento? Gostam de ´crisipa´, que é sempre arrumar defeito em tudo.  

Eu estou  fazendo um bem, que é facilitar e dar condições para os nossos estudantes. Determinei e vai ser doado. Quando fui decidir doar levei estudantes para ajudar a definir como seria.  

Preciso fazer desabafo porque sou humano. Não sou escravo da política”.  

Barreiras policiais: “Eu queria fazer uma defesa do secretário Paulo Cezar e sua equipe. Estão fazendo um grande trabalho. Esse trabalho vai continuar sim”.   

Emissão de Identidade em Cruzeiro do Sul. “Está indo equipe para lá. Peço  voluntários para serem treinados para ajudar.  O problema é de efetivo”.   

Voo regular   de Cruzeiro do Sul  para Pucalpa“Eu dou todos os incentivos. Quem quiser fazer essa linha eu dou todos os incentivos, que é necessário e facilitaria nossa vida”.  

Epidemia de dengue em Cruzeiro do Sul: “pedi para o prefeito Ilderlei ver o que está precisando. Apoio total, 100%”.  

Agronegócio:  Não disse que ia entrar com dinheiro não mas passei segurança para a iniciativa privada. A tendência é acabar com a burocracia e deixar as pessoas trabalharem.  

Nos ramais muito se foi feito. A confusão das prefeituras com mais ou menos quilômetros de ramais estamos reavaliando.  E não será trabalho de meia-sola”.  

Ponte do Rio Madeira:  Deu problema em uma cabeceira, que alaga, e eles estão mudando o projeto”. Ele crê que a ponte inaugure no 1o semestre.  

 

 

 

 

 

Publicado porEdmilson Ferreira

Governo Federal normatiza nova política para concessão de retransmissão de rádio nos Estados da Amazônia   

Bope prende integrantes de facção criminosa com colete balístico, munições e R$ 1.100,00 em dinheiro