em

Será o fim das operações contra os crimes ambientais?  Ibama só realizou uma autuação no Acre em 2019 

A quantidade de multas aplicadas pelo Ibama por crimes ambientais no primeiro bimestre de 2019 foi a menor nos dois primeiros meses de um ano desde 1995. Do total de mais de 1,1 mil autuações no País, apenas uma corresponde ao Estado do Acre –o menor número de infrações em todo o País no período.

São Paulo lidera as autuações, com 203. Na sequência aparecem Espírito Santo (71), Rio Grande do Norte (65), Roraima (61) e Amazonas (61).  O sistema do órgão acumulou, até o fim de fevereiro, 1.139 autuações. No ano passado, no mesmo período, foram registradas 1.580; em 2017, 1.630 e, em 2016, 1.810.

Em todo o intervalo analisado, o ano em que o número de autuações no primeiro bimestre mais se aproxima do anotado em 2019 ocorreu em 2013, com 1.397.

Os crimes ambientais que mais receberam multas em 2019 foram os relacionados à flora (346), seguidos dos de fauna (210) e de pesca (174). O Ibama também fiscaliza atividades poluentes e contaminantes, empreendimentos e atividades licenciadas, organismos geneticamente modificados e o patrimônio genético.

As autuações são realizadas por fiscais do Ibama a partir de operações desencadeadas nos estados e têm como objetivo de reprimir e prevenir a ocorrência de condutas lesivas ao ambiente.

 

Leia mais em

http://www.ouropretoonline.com/modules/news/index.php?storytopic=0&storynum=30

Publicado porEdmilson Ferreira

Ufac está selecionando professor substituto

No ranking dos ataques mais eficientes, Estrelão e Imperador aparecem em 38º e 39º no Top 100