fbpx



2ª fase da “Operação Reditus” prende quatro em Cruzeiro do Sul

 

Ascom/Polícia Civil

Nas primeiras horas desta quinta-feira, 05, Forças de segurança composta pelas as Policias Civil, Militar, Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) e Federal, prenderam quatro membros de organização criminosa em Cruzeiro do Sul durante a segunda fase da “Operação Reditus”.

O trabalho investigativo da Policia Civil possibilitou a representação por pedido de prisão preventiva dos investigados o que resultou na prisão de quatro pessoas envolvidas em organização criminosa que agia na região do Juruá, nos bairros Cruzeirão, Cohab, São José, Formoso, Escola Técnica, Vila Lagoinha, Vilas Assis Brasil e 25 de Agosto. Esses bairros foram identificados como pontos de atuação do bando que foi alvos da primeiras e segunda fase da operação “Reditus”.

De acordo com levantamento realizado pela Policia Civil, todos eles já possui passagem pela policia. O trabalho integrado foi realizado pelas Polícias Civil, Militar, Federal e Instituto de Administração Penitenciaria (IAPEN) o que envolveu cerca de 60 (sessenta) agentes de segurança pública.

O nome da operação “Reditus” vem do Latim e significa regresso tendo em vista que todos os investigados dessa operação já possuem passagem pelo presídio e respondem por procedimento.

Ao término da ação, 04 (quatro) pessoas foram conduzidas à delegacia por cometimento de crimes como: Associação criminosa, organização criminosa, trafica de drogas, associação para o trafico. Foram presos A. S. O de 25 anos, J. da S. O. de 25 anos, F. P. O. de 22 anos e A. C. O. da S. de 27 anos. Todos com passagem pela policia e com forte nível hierárquico dentro do conselho e grupo que era o braço direto da organização criminosa.

Na primeira fase da operação “Reditus” que ocorreu em 07 de Maio de 2021, foi possível prender 09 pessoas que afazem parte do mesmo grupo criminoso totalizando 13 prisões de membros da mesma organização criminosa que promovia desordem e cometimento de ações delituosas.
O grupo criminoso também era responsável pela autorização e ordenamento de ações de roubo, trafico de drogas e homicídios. De acordo com investigação da Policia Civil, o bando planejava ataques a membros da segurança pública, do Poder Judiciário e do Ministério Público.

De acordo com o delegado que coordenou a ação policial, Heverton Carvalho, o trabalho investigativo e o trabalho integrado das forças de segurança possibilitou o êxito da ação policial.

“A integração das forças de segurança vem possibilitando êxito na prisão de quatro pessoas com envolvimento direto em organização criminosa trafica de drogas e associação para o tráfico. Cumprimos os mandados de prisão preventiva e logrando êxito em neutralizar a ação delituosa desse grupo criminoso”, disse o delegado Heverton Carvalho.

O processo investigativo continuará no sentido de identificar mais pessoas envolvidas em crimes correlatos e representar junto ao poder judiciário pela prisão e responsabilização de dessas pessoas.

Os presos foram encaminhados à delegacia de Policia Civil do município para procedimento praxe e em seguida colocado à disposição da justiça.

Neste artigo