fbpx



Para quem se surpreende com a briga entre o governador Gladson Cameli (Progressistas) e seu vice Major Rocha (PSL) o fato é muito corriqueiro. Banal até. Na maioria dos casos é em função de alianças enjambradas e mal construídas para ganhar uma eleição.

O presidente Bolsonaro e o vice Mourão, por exemplo, não se cumprimentam nem mesmo em solenidades cívicas como o Sete de Setembro.

No Palácio Rio Branco, desde a redemocratização, quase todos os vices tiveram problemas com os titulares. Algumas brigas foram até pitorescas como nos governos Nabor Júnior, Edmundo Pinto, Romildo Magalhães e Orleir Cameli. Iolanda Lima, Romildo Magalhães (foi titular) e Labib Murad eram os vices.

Sobre os motivos dos tumultos, não cabe aqui detalhar, mas vale a pena pesquisar ou perguntar aos mais experimentados.

Nos governos da FPA se haviam brigas ou reclamações eram mais sutis. Não se quebrava o pau publicamente nem se tramava golpes ou o impeachment do governador. Mas que havia trombadas, havia sim.

Porém, depois de muito puxa-encolhe e perrengue os vices acabavam se entendendo com os governadores. No caso do major Rocha, a corda foi tão tensionada que quebrou. Agora, só resta aguardar a edição dos novos capítulos dessa novela política. A eterna novela dos vices.

. Ministério Público Federal, Estadual, Polícias Federal, Estadual, TCE e demais órgãos de controle deveriam criar uma força tarefa para investigar a aplicação dos recursos enviados pelo governo federal para combater a pandemia nos municípios.

. O que chega de informações anônimas sobre o desvio desses e outros recursos é escabroso.

. Verdadeiras repúblicas de piratas saqueando os cofres públicos!

. E o povo adoecendo, sofrendo, morrendo!

. Como ficam os filhos quando os pais são presos por corrupção, peculato e formação de quadrilha e crimes contra a população?

. No caso do Marcelo Odebrecht, os filhos ganharam na justiça o direito de retirar o sobrenome do pai, tal foi a vergonha.

. Ninguém é perfeito, mas há casos graves, muito graves!

. Não são simples jabutis, são jacarés africanos ou dos pântanos da Flórida.

. O vereador do RJ, Dr. Jairinho, matou o menino Henry Borel, de quatro anos, a socos e pontapés depois de 30 dias de chutes e cascudos.

. A mãe protegeu o assassino!

. Nos Estados Unidos seria prisão perpetua ou pena de morte!

. No Brasil depois da comoção, relaxa tudo e pode até virar um filme como no caso da Cristiane Richthofen, que tramou a morte dos pais com o namorado Cravinhos, hoje convertido ao evangelho.

. Ela continua a mesma psicopata de sempre!

. A 2ª onda da Covid-19 nem acabou e já se fala na 3ª, misericórdia!

Neste artigo