em

Usando gaseificação, coleta do lixo em Cruzeiro do Sul quer chamar a atenção do mundo inteiro

Um projeto ambiental inovador de gestão de resíduos sólidos será implementando no município de Cruzeiro do Sul. A ideia é transformar o lixo em energia elétrica sustentável. Para isso, a prefeitura da cidade anunciou, nesta semana, uma parceria com a organização não-governamental CBCN, que é responsável pelo recolhimento dos resíduos de Cruzeiro do Sul.

Segundo o prefeito Ilderlei Cordeiro, apenas o município mineiro de Boa Esperança já adotou tecnologia semelhante. “Cruzeiro do Sul vai ser o segundo município do Brasil a ter essa tecnologia de gaseificação do lixo através de pirólise. Nós vamos montar uma usina que vai se tornar referência na Amazônia e para o mundo”.

Os investimentos serão feitos com recursos de empresas privadas, de acordo com o consultor Técnico de Resíduos Sólidos, Walfrido Ataides. “A prefeitura vai fazer um projeto, vai fazer uma chamada pública, que vai convocar investidores que possam suporta isso. Ele consiste na redução das despesas que o município tem, já que ele paga energia elétrica, ele vai gerar a própria energia. Com os custos evitados da compra da energia, ele paga a infraestrutura dessa destinação de resíduos moderna, que não terá mais lixão. O lixo será todo tratado e separado e vai gerar energia elétrica dando uma sustentabilidade ambiental muito grande ao município de Cruzeiro do Sul”.

A expectativa da Prefeitura de Cruzeiro do Sul é que a usina seja instalada até setembro deste ano. O processo de implantação será acompanhado pelo Ministério Público do Estado do Acre. A organização não-governamental CBCN estima que o lixão da cidade seja desativado em aproximadamente um ano e meio. Cerca de dois mil metros cúbicos de resíduos serão retirados do local.

Fonte: EBC

Publicado porEdmilson Ferreira

Transtornos: Chuva causa alagamentos em vários pontos de Sena Madureira

As ruas da cidade de Senador Guiomard estão tomadas de lixo; moradores reclamam