fbpx



Duarte defende Bittar e diz que emendas do senador vieram para o Acre

O deputado Roberto Duarte  nesta terça-feira (18) a defesa do senador Marcio Bittar, citado por Daniel Zen. “Não vejo nenhum crime cometido pelo senador”, disse, afirmando que recebeu lista das emendas e todas foram destinadas ao Acre.  

“São cerca de R$170 milhões para o Estado do Acre. Em nenhum  momento uma emenda individual do senador foi para Goiás ou Ceará”, disse, mostrando a relação das emendas. 

Ele criticou o PT, de Daniel Zen, cujo deputado Jonas Lima retirou a assinatura do pedido de CPI na Secretaria de Educação. “Mande ao menos seu partido que investiga irregularidades”, disse.  

Em aparte, Daniel Zen rechaça ter imputado a alguém irregularidade –mas citou por suposição. Ele disse que a lista de Duarte são de emendas oficiais não as que foram indicadas por ofício.  

Pedro Longo também aparteou para afirmar que não há indícios de crime por parte do Governo do Estado.  

Duarte disse que a base do governo concedeu a Daniel Zen atestado de idoneidade. “Eu tive com o senhor a palavra de assinar a CPI e não retirei a assinatura. O senhor recebeu atestado de honestidade mas não foi com minha assinatura”, disse.  

Segundo ele, Jonas Lima retirou a assinatura e esqueceu do povo do Acre. Fagner Calegário disse que retirou sua assinatura da CPI  porque faltaria comida na mesa dos terceirizados 

Neste artigo