fbpx



Gladson mira Petecão e continua a exonerar seus indicados no governo

Apesar de em primeiro de abril ser considerado o dia da mentira, a verdade é que o governador Gladson Cameli amanheceu com a caneta mais afiada do que nunca. Na edição desta sexta do Diário Oficial, o governador acreano exonerou 17 cargos comissionados de seu governo.

Alguns exonerados ocupavam funções importantes dentro da gestão como o caso do professor e ex-reitor da UFAC, Carlitinho Cavalcanti, que foi um dos elaboradores do plano de governo da atual gestão, e foi exonerado do cargo de diretor executivo do Deracre.

O engenheiro Ítalo Almeida, que já foi diretor operacional do Depasa e ocupava uma diretoria na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano (SEDUR), também não faz mais parte do governo. Resultado do rompimento entre Gladson e Petecão, Natielle Bernardino Cunha de Azevedo, prima do senador, foi demitida do cargo de chefia de departamento que ocupava no Detran.

Compensando as 16 exonerações, Gladson promove a entrada de caras novas em seu governo. Destaque para o novo diretor do Procon do Acre, Tony da Rocha Roque, e Eliete Franco de Oliveira, que assume uma diretoria no Deracre.

Neste artigo