fbpx



Investigação acaba com esquema de receptação de celular roubado no Juruá

Ascom/Polícia Civil

A Delegacia de Polícia Civil de Cruzeiro do Sul, por meio do Departamento de Investigação dos Crimes Contra o Patrimônio (DPATRI), identificou nesta semana vários receptadores de produtos de crime de roubo e furto.

No caso do aparelho celular Motorola Moto G7, cor preto, objeto de roubo, mediante emprego de violência ou grave ameaça à vítima, o autor utilizou uma arma de fogo para praticar o roubo, ocorrido em 10 de abril deste ano, em frente ao Posto de Saúde, no bairro Cohab, em Cruzeiro do Sul.

Os demais aparelhos recuperados foram produtos de furtos em residências, Centro da cidade e no bairro Colégio, ocorrido em 2 e 06 de julho de 2020, respectivamente.

É importante enfatizar que a prática dos crimes de roubo de celular é a mais comum nos assaltos ocorridos na cidade de Cruzeiro do Sul-, sendo que muitos deles têm alto valor de mercado e são comercializados em grupos de redes sociais.

Os autores dos crimes de receptação foram identificados e localizados os referidos aparelhos celulares por meios de técnicas de investigação policial.

Um dos receptadores foi preso e atuado em flagrante delito pelo crime de receptação.

A autoridade policial lavrou o auto de prisão em flagrante delito, e, como o crime de receptação, na modalidade simples, é afiançável (art. 180, caput, do CP), o delegado arbitrou a fiança que foi quitada pelo infrator. Ele responderá ao processo em Liberdade.

Os demais infratores foram conduzidos para Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos sobres os fatos e todos eles responderão também pelo crime de receptação.j

O Delegado Geremias Ferreira alerta a população ao comprar quaisquer objetos de terceiros, especialmente, em de redes sociais, por exemplo grupos de WhatsApp, grupo facebook, etc, exija o comprovante de procedência do aparelho celular (nota fiscal), sob pena de incorrer no crime de receptação.

Neste artigo